Nós acreditamos na pesquisa e no desenvolvimento como fator de sucesso para nossos projetos e um grande diferencial em relação ao mercado. A partir de convênios com universidades e insituições de ensino e inovação renomadas, geramos pesquisas para desenvolver novas tecnologias. E com este investimento, podemos alcançar a recuperação de mais áreas degradadas com menores custos.

1

Uso de placas de TetraPak® recicladas como solução para o coroamento de mudas em projetos de recuperação florestal.

Plantio de restauração florestal localizado em Uberaba, Minas Gerais.

Objetivo:

Avaliação do uso de placas feitas a partir da reciclagem de embalagens TetraPak® para o coroamento de mudas em área de restauração florestal em comparação a capina manual:

Determinar qual tamanho de placas apresenta melhor resultado no desenvolvimento das plantas.
Determinar se a temperatura, umidade e PH do solo muda com o uso das placas (com a parte espelhada para baixo ou para cima) alterando as propriedades do solo.
Comparar os custos do coroamento com placas de TetraPak® e o convencional (enxada manual).

Resultado esperado:

De 1 a 2 artigos em revista indexada.
3 resumos simples de congresso.
1 trabalho de conclusão de curso (TCC).
Produção de uma cartilha informativa de como realizar o coroamento com as placas de TetraPak®, em caso de sucesso.

"Atualmente, passamos por um período de recessão da economia, e os primeiros cortes vem exatamente para a pesquisa e educação superior. Esses cortes vem sendo feitos desde o governo passado e cada vez menos recursos estão disponíveis. Nesse cenário, as parcerias entre uma instituição como o ITRA e uma universidade federal como a UFMG são sempre bem-vindas. Nessa parceria, uma mão lava a outra: fazemos a pesquisa para o instituto ao passo que somos financiados e mantemos nossas metas dentro da instituição. Nós pesquisadores temos mais liberdade no desenvolvimento da pesquisa, e ainda fazemos melhor uso dos recursos investidos, desenvolvendo uma ciência melhor e de menor custo. "

PEDRO Guilherme LEMES
Professor UFMG

2

Monitoramento do balanço de carbono de um plantio de restauração florestal

Plantio de restauração florestal localizado em Igarapava, São Paulo.

Objetivo:

Objetivo: Analisar o balanço de carbono associado aos plantios florestais para conhecer a real contribuição das árvores na estocagem de carbono, bem como a emissão resultante das atividades de implementação do plantio.

Determinar qual tamanho de placas apresenta melhor resultado no desenvolvimento das plantas.
Determinar se a temperatura, umidade e PH do solo muda com o uso das placas (com a parte espelhada para baixo ou para cima) alterando as propriedades do solo.
Comparar os custos do coroamento com placas de TetraPak® e o convencional (enxada manual).

Resultado esperado:

Inventário de emissões de GEE (Gases de Efeito Estufa) das atividades de implantação e manutenção do plantio
Estocagem de biomassa e carbono de diferentes espécies em distintos períodos
Balanço de carbono da atividade